pexels-nappy-3602934
Improve Business

Improve Business

O Brasil é um dos países que mais cria podcasts no mundo, o que esse formato de conteúdo nos ensina?

Pesquisa da Deezer mostrou que o consumo de podcasts no Brasil cresceu 67% em apenas um ano. Entenda algumas nuances desse produto tão dinâmico. 

Existem mudanças que mais parecem uma modernização de um hábito do que qualquer outra coisa. É possível que seus avós te contem histórias sobre uma rotina de acordar bem cedo e ligar um radinho de pilha para escutar o jornal da manhã ou um programa de músicas. Ou mesmo sobre dias em que o plantão de trabalho foi acompanhado da narração de um jogo de futebol pelo rádio, com aquele capricho na entonação de cada detalhe para compensar a falta de imagem com uma dose extra de emoção nos lances. Hoje, talvez você nem tenha rádio em casa, mas pode ser que goste de um bom podcast para acompanhar seu café da manhã, o intervalo do almoço ou aquele momento em que você quer cozinhar com calma. 

A adesão crescente a esse formato é comprovada por pesquisa divulgada pela plataforma Deezer em 2019. No Brasil, o consumo de podcasts cresceu 67% em apenas um ano. Em julho deste ano, o relatório State of The Podcast Universe apontou que o Brasil está no ranking dos três maiores criadores de podcasts do mundo, ao lado de Reino Unido e Canadá. Os podcasts são tão queridos por aqui que até já ganharam uma data de celebração! Se você não sabia, marque na agenda: 21 de outubro é o Dia do Podcast no Brasil. 

Qual é o segredo dos podcasts? 

A ascendência desse produto rende espaço para boas discussões do ponto de vista mercadológico. Afinal, o que esse formato tem de tão mágico? O que o diferencia tanto do rádio, tão consagrado e querido por gerações anteriores? Em certa medida, podemos entender que o podcast talvez seja uma versão 2.0 do rádio, devido ao dinamismo do seu formato. Esse é um produto que tem muito a nos ensinar no sentido de participar de forma muito ativa na vida dos usuários. Além da possibilidade de definir sua programação escutando apenas os podcasts que têm afinidade com os assuntos que lhe interessam, você define quando escuta e como escuta. 

Outro dado interessante apresentado na pesquisa feita pelo Deezer é que 25% dos ouvintes entrevistados escutam podcast por mais de uma hora ao longo do dia. Veja bem, em plena era da escassez do tempo, encontramos um formato que além de crescer expressivamente, também consegue permanecer na rotina das pessoas por períodos prolongados. 

De um modo geral, as pessoas não querem perder tempo em questões práticas do cotidiano. Por exemplo, pesquisa recente da McKinsey apontou que o consumidor está cada vez menos tolerante a sites de compras que demoram a carregar ou são pouco responsivos. Alguns segundos podem ser determinantes para a permanência ou desistência do consumidor. Em contrapartida, os dados da pesquisa sobre consumo de podcasts apontam para a direção contrária: o consumidor está disposto a dedicar seu tempo e atenção para ouvir conteúdo que agrega. 

O dinamismo do formato se dá de diversas formas. Nos casos em que há entrevista ou bate papo com os convidados, você se sente praticamente participando dos diálogos, como uma espécie de conversa mental com as pessoas que estão ali. A depender da criatividade de quem estiver ancorando, até mesmo um monólogo tem um potencial fortíssimo de engajamento, haja vista o sucesso estrondoso do podcast “Respondendo em Voz Alta”, da misteriosa Laurinha Lero.  

De certa forma, o podcast pode funcionar como uma espécie de janela do usuário para o processo criativo dos criadores de conteúdo, com uma dinâmica que permite o consumo da informação de um modo muito mais democrático e personalizado. 

Entendendo o que o consumidor quer

Há um modelo de programação que vem sendo explorado que também está em total sintonia com os desejos do consumidor. Quando você acaba de assistir ao episódio mais recente daquela série que ama, vem a vontade imediata de comentar sobre o que aconteceu com os personagens com alguém, especialmente em episódios com acontecimentos-chave. O grande problema é acertar o timing dos amigos! Afinal, quantas vezes você já viu pessoas brigando na internet porque alguém soltou spoiler de alguma série? A HBO Brasil encontrou uma solução para esse tipo de situação, com uma plataforma de podcasts específicos para suas produções originais. O intuito é que você acabe de assistir um episódio novo e logo na sequência escute o podcast com as discussões de tudo que aconteceu na trama. 

A empresa foi sábia ao criar uma espécie de spin-off de seus próprios produtos, gerando mais conteúdo e engajamento em torno de suas produções. Em um momento em que vivemos o dilema de gastar tempo em excesso consumindo produtos de rápida exposição e facilmente descartáveis nas redes sociais, vale uma atenção a mais para um formato que cresce rompendo com essa lógica. 

E você, tem algum podcast preferido? Deixe suas sugestões para a gente na caixa abaixo! 

Conteúdo produzido por Karina Alves.

COMPARTILHE ESTE POST

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

Que tal nos contar sobre o
que você está querendo saber?

Que tal nos contar sobre o que você está querendo saber?

We Work Paulista
Av. Paulista, 1374
Bela Vista, São Paulo - SP
01310-100
Email: contato@improve.business
en_US
Artboard 2@150x

Insira os dados abaixo para efetivar o download.