CXO, experiência do cliente
Improve Business

Improve Business

Ter um CXO na sua empresa realmente faz diferença na experiência do cliente?

Há um movimento para colocar pessoas nessa posição, mas muitas vezes o cargo de CXO não é mais do que figurativo.

Nos anos mais recentes uma posição ganhou ou bastante visibilidade no meio corporativo: o CXO, ou chefe de experiência do consumidor. No entanto, é necessário trazer o questionamento: colocar alguém nessa posição necessariamente torna uma empresa focada em experiência do consumidor? Se você não sabe bem como responder a essa pergunta, nós já vamos te adiantar a resposta: não.  

Recentemente, Blake Morgan, autora do livro “The Customer of the Future”, publicou um artigo na Forbes focado justamente em seu viés crítico a respeito dessa posição dentro das empresas.  

O que ela observa – e que é extremamente relevante trazer para o debate de quem está disposto a construir experiências focadas no consumidor – é que muitas empresas simplesmente colocam essa posição para dar uma sensação ao mercado de que estão focadas nos desejos do consumidor. Mas a realidade é que estão fazendo muito pouco para mudar o modo como realizam seus processos.

Desde de que o design de serviços passou a ser discutido de uma forma mais ampla e incisiva, as empresas passaram a sentir uma pressão para dar uma resposta imediata ao mercado, visando preservar a imagem de suas marcas e ganhar credibilidade.  

Foco no consumidor não é possível sem mudança de cultura 

A postura crítica de Morgan é reforçada por um dado interessante: o tempo médio de permanência de uma pessoa no cargo de CXO é de apenas pouco mais de dois anos. E neste sentido ela aponta alguns fatos que podem colaborar para explicar esse dado.

  • Muitas empresas concentram toda a responsabilidade sobre a experiência do consumidor neste cargo, o que é uma atitude completamente fora da realidade. Se não houver mudança de cultura dentro de toda empresa, não é possível esperar resultados magníficos partindo do esforço de uma só pessoa.  
  • O apontamento de uma pessoa para o cargo acaba retirando dos demais setores a responsabilidade de construir um trabalho focado na experiência de consumo. Em vez de gerar integração, o cargo muitas vezes faz com que os setores se isolem mais uns dos outros.  
  • Em muitos cenários, o CXO acaba sendo uma posição figurativa, simplesmente para dar ao mercado o recado de que a empresa está preocupada com a experiência do consumidor. No entanto, o que se vê no dia a dia é uma pessoa sem acesso aos dados que precisa para de fato construir uma boa experiência para o consumidor, sem o suporte de uma equipe e muitas vezes sem a atenção e o engajamento do CEO.  

Aliás, sobre isso, é válido ressaltar alguns dados que apontam a importância do envolvimento do CEO nas ações voltadas para a experiência do consumidor. Pesquisa feita pela The Economist sobre o tema mostra que 64% das empresas com CEO focados em experiência de consumo são mais lucrativas do que seus concorrentes. Além disso, 59% das empresas com CEOs envolvidos com experiência do consumidor têm um crescimento da receita maior do que o crescimento de empresas em que os CEOs não estão focados nesse aspecto.

O que sustenta a cadeira do CXO?  

Ter um cargo alto pode soar bonito, mas se não houver sustentação para ele, as empresas estão buscando o sucesso com base em um castelo de cartas. Antes de transmitir uma mensagem de foco no consumidor ao mercado, é preciso entender todos os esforços que serão necessários para adequar a cultura da empresa às mudanças.  

É preciso que os setores conversem entre si, que o conselho diretivo da empresa se envolva com essas mudanças em vez de somente cobrar resultados. É preciso incentivar uma cultura colaborativa para que o protagonismo do consumidor seja o foco de todos dentro da empresa.

É válido reforçar que os consumidores da era digital são mais atentos e exigentes com o que os cercam. Se sua empresa de fato não estiver fazendo a diferença na entrega final, isso não vai passar despercebido.

Você tem interesse em entender de que forma sua empresa pode melhorar os processos internos para melhorar a experiência de seus clientes? Entre em contato conosco, será um prazer ajudá-lo a resolver suas dores.

Textos Karina Alves

COMPARTILHE ESTE POST

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email

Que tal nos contar sobre o
que você está querendo saber?

Que tal nos contar sobre o que você está querendo saber?

We Work Paulista
Av. Paulista, 1374
Bela Vista, São Paulo - SP
01310-100
Email: contato@improve.business
pt_BR
en_US es_AR pt_BR
Artboard 2@150x

Insira os dados abaixo para efetivar o download.